Abrir popup
Poesias, Varginha-Terra do ET, BRICS, Dicas, Frases e Reflexões...

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Trocando em miúdos - Vou pulá-lo...

Olá você que me acompanha...
Bom estar com você!

Conversava eu com meu filho pelo MSN, à tarde. Ele está na Europa com a esposa Lin.
Eu teclei:
-E aí, Nonão? Viu meu blog? Então, filhão, você não mandou nenhum comentário. Eu queria umas sugestões...etc -eu, todo empolgado, esperava um elogio, ou coisa assim. Sabe, essas coisas de ego...
-Vi. Já abri aqui. Já disse que achei legal!
-Sei, filho, mas ...
E eu ia brincar um pouco. Dizendo que o blog do papai ele era legal mesmo, estava dentro da lei, da moralidade e dos bons costumes. Pois eu disse bem. Eu disse, eu ia brincar...). Desisti e continuei:
-...e o Carnaval? Vai pular aí?(E comecei a imaginar....na Europa o Carnaval é diferente... muito frio, neve, o povo mais fechado, meio esquisito, outra cultura, deve ser igual ao carnaval daqui, da terra do E.T.) Fui interrompido em minhas divagações pelo Nonão:
-Vou pulá-lo! Quarta-feira a gente volta pro Brasil.


Pois o Carnaval começa daqui a alguns minutos, no calendário. Para todo mundo. Já começou há alguns dias em várias cidades e vai continuar após a quarta-feira de cinzas em outras. Aqui em Varginha é a mesma coisa (ou deveria ser...)
Ontem eu falei aqui da falta de entusiasmo do Carnaval na terra do ET.
Vejamos: por que quase todas as cidades se esforçam em promover o Carnaval? 
Poderíamos criar uma tese e oferecer para algum doutorando da área de Humanidades. Mas ficamos apenas em 3 idéias para sugerir as premissas: 
A primeira delas, porque faz parte da cultura brasileira, naturalmente.É algo dinâmico, reúne pessoas,  envolve emoção. É algo vivo que se desenvolve (ou perece, também). Como o brasileiro é festeiro por natureza, sangue latino, vive em clima tropical, etc... tende a desenvolver essa coisa de pular carnaval!
Segunda idéia, o evento do carnaval em si faz movimentar a economia, gera impostos. E todos ganham com ele. 
Terceira e basta!: O Carnaval, essa festa pagã -chamem-no como quiserem, faz bem pra cuca! Nesses dias de festa, de desopilação e relaxamento, fazemos uma troca de matriz mental. Passamos de uma loucura para outra, por 4 dias, alternando os estados do nosso programa mestre, do sistema operacional, incluindo  ainda um refresh da memória e um update do software em uso. 
Quando voltamos na quarta-feira está tudo mais leve, suave. O jugo do dever, do ter-de-ir-trabalhar fica mais suportável, pois o efeito anestésico só vai se desfazendo aos poucos, lentamente...
Resumidamente, eis as razões que levam os responsáveis pela organização do calendário de festas de qualquer cidade a prestigiar o reinado de Momo. Assim, todo ano partem, para tentar organizar um Carnaval cada vez mais vivo, vibrante, envolvendo a população, o comércio, os eleitores... 
E olha que não estou falando incluir o Carnaval num calendário turístico, pois  não é preciso ter vocação turística para organizar ou pular Carnaval, Isso é coisa de pele. Tá no sangue, tá na veia. Depois de entendido esse preâmbulo, passa a ser coisa de bom senso de quem governa cuidar melhor dele...
Carnaval é mais do que festa popular! É Cultura. Se bem cuidado cria uma identidade do lugar. Qualquer cidade média ou grande sente orgulho de ter seu Carnaval, investe nos blocos e escolas, cria estratégias para o comércio e hotéis, faz propaganda, coloca na TV, independente de como está o caixa ou a crise. Porque Carnaval é INVESTIMENTO! As pequenas cidades também, dentro do seu orçamento chegam a fazer mais bonito ainda. Parece mágica!

Voltando à nossa conversa pelo MSN:
-Entendi tudo, Nonão. Você me deu uma grande idéia pro blog! -Saí do MSN e logo terminava meu horário. Na saída, da rádio passei pelo Centro da cidade, desci a Major Venâncio. Sexta-feira, véspera do reinado de Momo. Tudo normal como qualquer sexta-feira...
-Nonão! - pensei com meus botões: Não falo mais de Carnaval! Nesses quatro dias buscarei outros enfoques, outras paragens. Vou fazer como você:
Vou pulá-lo!...

(Nonão, é o apelido carinhoso do meu filho mais velho, Zanoni Dias, brinca muito pouco, é tipo caladão. às fala menos do quedevia, e é preciso estar antenado para entender o que ele quer realmente dizer. Confirmando o ditado popular: Pra bom entendedor, meia-pa-la-bá!)
>>> 'Té +! Bom encontro é de dois. Volto amanhã, ou depois! - Profex
0004-Trocando em miúdos - Vou pulá-lo...

Formulário de Contato - Expresse sua opinião. Retornarei!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja as Postagens Populares do blog

Aguardo você por lá!...

Informação Importante

Este blog - O Blog de Poesias do Profex - anexa ou linka textos da internet preocupando-se em dar o devido crédito a eles e sua origem. As imagens, na sua maioria são do banco de dados do Google, conforme indico junto às postagens. Quem se sentir lesado por uma exibição indevida, por favor entre em contato para que eu possa atribuir os respectivos créditos; ou ainda, se for o caso, retirar das páginas a postagem ou imagem em questão.

Espero portanto que se um leitor tiver a pretensão de usar uma matéria (ou parte dela), um poema (ou um excerto dele), faça da mesma forma, dando o devido crédito junto à elas, sob pena de se fazer valer a Lei de Direitos Autorais.


E-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com
Some images used on the BLOG DO PROFEX are taken from the web via Google Images, if by chance you find any here who is registered and of his own, let me know that I will be happy to credit! Thank you!

.verificar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...