Poesias, Varginha-Terra do ET, BRICS, Dicas, Frases e Reflexões...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Meus Poemas - Filhos e Pais

Buzz Buzz it !
(Aos meus filhos e netos. Ao fundo, uma canção do Renato Russo...)

Quanto espanto  temos diante do mundo!...
Na idade da razão tudo  parece ainda tão novo, 
a nos ferir as retinas.
 Ao se afastarem nossos filhos, menino e meninas, 
o coração padece 
abre-se um espaço profundo para dúvidas, 
incertezas e esperanças :
Quando voltarão nossas crianças ?

O coração se ilumina  e diante das orações, 
o horizonte por certo se alarga .
Mas a distância é um açoite, 
os minutos se arrastam  no chão da noite incerta.
Há tempos, os sonhos vêm  e vão 
- uns, pesadelos; outros, não .
 Um deserto prolongado se instalou nesta casa 
e o encanto escapou por entre os dedos.
As portas foram abertas, os filhos ganharam asas 
e o futuro chegou mais cedo...

Tudo se repete. 
Como se não houvesse amanhã, tudo se repete.
Tentamos a mágica de um beijo 
e enviamos numa carta. 
Mas parece tão tarde...
Ilusão descarada!

A terra permanece no seu eixo, 
ali,  parada, displicente 
descarta qualquer atalho, no maior topete,
na maior desfaçatez.
Cada um tem  sua vez no baralho 
para enfrentar face a face sua própria razão.
Que assim seja, que Deus os proteja 
e os faça voltar antes das três.

É hora de marcar presença, 
gravar a imagem na Terra, buscar a certeza,
 a compaixão e a fortaleza 
daquela canção que ficou na memória.
É tempo de construir com um tiro 
ou uma flor a própria vida, a história.

 "É preciso amar as pessoas..."
-como se não houvesse saída, ser verme ou estrela.
Optar de vez por este ou por aquela, 
ganhar a guerra e fundar seu território de paz.
Como o filho que se rebela, ir até à esquina, 
repetir o estribilho : "como eles... jamais!".
Depois voltar -mente sã- vestido de perdão, 
aceitar a sina, colocar-se de plantão, 
como nossos pais.

Mais : como os pais dos pais dos nossos pais...
-capitulamos por fim numa bela manhã.

Pois, quando o sol  matinal bater novamente, 
abriremos de par em par a janela do quarto.
Apagaremos cada vela que acendemos; 
calmamente, secaremos cada lágrima vertida. 
Cuidaremos assim do corte e das feridas. 
Seremos fortes, nuvens contra o dragão, 
o bem frente ao mal, destino versus sorte...
Cada raio quente do sol será um novo parto, 
com certeza, a compensar  nossos danos,
buscando as soluções verdadeiras, 
ajustando o norte, remendando os panos, 
reparando, definitivamente, almas e corações ...

O mundo é assim, parece diferente, 
mas é sempre muito perfeito e igual.
e nem sempre estamos de partida, 
às vezes, por fim, também chegamos.
 À solidão é mestra dizendo a verdade crua,
sorrateira, sem piedade ou clemência.

Pais da incerteza, nem sempre constelação, 
às vezes, somos ilhas se ficamos tão sós,
 -os dois- desatando nós, ainda por um tempo,
  à beira deste lago  reluzente de saudade.

De repente é pura festa, todos juntos à mesa, 
que assim seja: pais e filhos em  profunda  harmonia!
Por que é domingo, sob o mesmo teto, em família, 
urge que aprendamos a grande lição da existência:
A vida continua, tudo pago, ninguém deve nada, 
o trem  permanece nos trilhos, tudo certo.
Após a macarronada, outra questão surge
- mas fica, portanto, para segunda:
Terão  nome  de santo  os  nossos  netos ?

Autor:Expedito Gonçalves Dias (Profex)
Escrito em 17/03/96 em Lambari-MG, as 23 h

 fonte das imagens google images: 
http://wirnalves.blogspot.com/2010/08/cafe-com-lenza.html;  http://celestefeliz.blogspot.com/2010/09/pais-e-filhos.html

Em tempo:
NOVIDADES E CURIOSIDADES
Como sempre coloco no final das postagens algumas novidades.
Pode ser que você tenha tido também curiosidade de como criar um blog em flash. Pois descobri este site legal que fornece os templates, a possibilidade de editar e também hospedar seu blog.
Vale a pena dar uma olhada:

Um Graande Abraço a todos.

18 comentários:

Malu disse...

Você porque os tem... eu porque não os tenho!
Na verdade eles são as primeiras criaturas a nos mostrar que ninguém é de ninguém neste MUNDO e como você mesmo me disse, amor, temos o presente e algumas lembranças, nada mais.
Um poema cheio de realidade e emoção.
Você sabe que este assunto me toca...
Beijinhos

ANA ROOS disse...

Me emocionei... nem sei dizer o que me tocou mais as palavras escolhidas, misturadas com as letras de músicas, com osentimento estampado... meus filhos minha vida, quanto isso é a verdade só sabe-se mesmo na saudade...

Deus nos permita que possamos tê-los, educá-los, criá-los e principalmente amá-los!

bjus no coração

Omar(enletrasarte) disse...

un canto a la vida!
un gran abrazo

SAM disse...

Querido amigo,

Belo e comovente!


Beijos com carinho e obrigada.

Maria Alice Cerqueira disse...

Ola
Estou na final da ostra poesia, me desculpe por vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu trabalho.
Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
No final da pagina das poesias esta escrito
VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
Desde já lhe agradeço de coração.
Tudo do melhor para você.
Abraço fraterno.

cidinha disse...

Oi professor. Belo amigo! Tudo segue seu curso. Há momentos que gostaríamos que permanecesem para sempre.Principalmente quando se tem uma linda familia! Bjs no seu coração. È muita emoção!!

Diana Profilio disse...

¡Un placer conocerte! Un afectuoso saludo desde Argentina !!!

OutrosEncantos disse...

que importa os nomes, Expedito?!...

"... é preciso amar as pessoas"...

- os filhos aos pais!
- os pais aos filhos e aos netos!

quando os filhos começam a chegar, nós, os pais, sabemos que eles têm asas!
que as portas de uns e de outros estejam sempre abertas, com livre trânsito nos diversos caminhos, que é como quem diz, nos caminhos do coração.

este poema está maravilhoso, Expedito!

abraço.

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

O que dizer perante a uma poesia, poema, tão lindo?
Só tenho a dizer que ainda não estou preparada pra abrir as portas e deixar meus filhos voarem... Bjs

lili Rebuá disse...

Muito prazer professor! Meus filhos, por conta da faculdade, criaram asas... A águia, por sabedoria, coloca espinhos no ninho, para que os filhotes se sentem incomodados e procuram seus novos caminhos...É assim que tem que ser... Abraços poéticos!

BLOG DO PROFEX disse...

o>> Malu, nós na verdade não 'temos' nada. Os filhos vêm e vão. A vida continua... e tem de ser assim! Quanto as lembranças, as boas, tentamos guardar para refrigério do coração... Bjs, Branca.

o>> Ana Ross, prazer em recebê-la e pelo comentário. De tudo o que falou... este sempre ficará: principalmente amá-los!

o>> Omar, fazemos da poesia uma homenagem perene à vida. Obrigado pela visita!

o>>> Oi, Sam, seja sempre bem-vinda. Grande abraço!

o>>> Maria Alice, vou lá. Obrigado pela visita e boa sorte!

o>>> Oi Cidinha, brigadim. Tem sim, mas tem também novas visões e experiencias maravilhosas. Assim é a vida. E ainda bem!

o>>> Diana Profilio, apareça sempre. Os Argentinos também são bem-vindos ao nosso humilde blog.

o>>> Eliane, os caminhos do coração sempre estão abertos, principalmente quando optamos por mais vida!

o>>> Jane, mas vá se preparando. Os filhos são filhos do mundo por assim dizer...

o>>> Lili Rebuá, que sabedoria. Precisamos aprender mais com os animais que não tem mestres nem escolas e têm, apesar disso uma sabedoria embutida em seus atos. Obrigado. Grande abraço!

Maria selma disse...

è assim ,foi assim e será assim,com a gente,com nossos pais e com nossos filhos....passamos uma fase de estarmos sós novamente,um vazio,saudades de qdo eram crianças e dependam de nós....mas é assim nosso desnrolar da vida....lindo poema,....um abraço

BLOG DO PROFEX disse...

o>>> Maria Selma. As situações são cíclicas mesmo. Obrigado pela visita, menina. estou te visitando por lá... Grande abraço!

MARILENE disse...

Vêm e vão... depois retornam e a família aumenta. Os pais foram filhos, mas nessa condição jamais imaginaram o sentimento que despertou sua partida. Ciclos da vida, não despedidas, felizmente.

Bjs.

Michele Santti disse...

O Blog da Michele mudou de nome e caminho. Com pseudônimo agora:

Michele Santti
http://michelesantti.blogspot.com/

Igualmente o Twitter
@MicheleSantti

FaceBook
facebook.com/michele.santti

e E-mail
michelesantti@gmail.com

Rose"O que fazemos na vida, ecoa na eternidade... disse...

Amigo Profex
Foi uma grande satisfação receber a sua visita no meu blog Entre Amigos. Vim retribuir a sua gentil visita e me deleitar com a leitura desse seu blog

"De repente é pura festa, todos juntos à mesa,
que assim seja: pais e filhos em profunda harmonia!"
Muito lindo e emocionante. Os filhos nascem e a nossa vida nunca mais é a mesma, então eles crescem aprendem a "voar" e temos que aprender a lidar com as ausências, mas por fim somos presenteados com a chegada dos netos. (ainda estou esperando por esses presentes, rsrs...)

In retratos da alma disse...

Magnifico poeta, sabias palavras. Uma bela poesia, Lindo! bravíssimo.

beijos meus

Gislaine P.E

Palacios disse...

Óla meu novo amigo, quero parabeniza-lo pelo ótimo blog. E agradecer por estar seguindo via facebook meu blog www.nossajovemguarda.com.br
Quero lhe dizer que somos vizinhos, ou seja, você mora em Varginha e eu em Fama.
Espero contar com sua experiência para melhor falar da Nossa Jovem Guarda.
Estou lhe seguindo como Palácios, um grande abraço!

Formulário de Contato - Expresse sua opinião. Retornarei!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja as Postagens Populares do blog

Aguardo você por lá!...

Informação Importante

Este blog - O Blog de Poesias do Profex - anexa ou linka textos da internet preocupando-se em dar o devido crédito a eles e sua origem. As imagens, na sua maioria são do banco de dados do Google, conforme indico junto às postagens. Quem se sentir lesado por uma exibição indevida, por favor entre em contato para que eu possa atribuir os respectivos créditos; ou ainda, se for o caso, retirar das páginas a postagem ou imagem em questão.

Espero portanto que se um leitor tiver a pretensão de usar uma matéria (ou parte dela), um poema (ou um excerto dele), faça da mesma forma, dando o devido crédito junto à elas, sob pena de se fazer valer a Lei de Direitos Autorais.


E-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com
Some images used on the BLOG DO PROFEX are taken from the web via Google Images, if by chance you find any here who is registered and of his own, let me know that I will be happy to credit! Thank you!

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...