Abrir popup
Poesias, Varginha-Terra do ET, BRICS, Dicas, Frases e Reflexões...

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Meus Poemas - Canaã





Por um momento, iluminam-se as noites mais escuras  
e máquinas aéreas superiores desenham riscos no firmamento. 
Ao fundo, os  corpos celestes do plano zodiacal 
indicam como ponteiros de um grande relógio 
que é chegada, então, a boa hora, 
bem no horário, com a precisão de segundos.
Mas são ainda pálidos os reflexos da ciência.
Nada revolucionário nos chega à razão, por ora. 
Apenas arriscamos balbuciar frases coerentes
em nossa elementar e primitiva forma de comunicação.
A mais avançada tecnologia conhecida 
gera apenas pequenos códigos lineares, 
sem sentido, e se queda diante da grandeza do Universo. 
Os homens da ciência com suas máquinas de lógica, 
criam o reverso da moeda, fantasia, pura ilusão.
Mas no fundo da alma do homem mais simples 
existe um elo que o liga ao mais alto da imensidão do infinito,
numa instância diferente, uma segunda religião.
A origem está sempre presente em cada ente vivo. 
Como uma marca, um selo. 
Um link a ser acionado à distância, 
uma semente que irá desabrochar na precípua estação.
E quando ele recebe o chamado, o incentivo,
vai com ganância em busca do seu destino.
Seus olhos se voltam em direção às estrelas,
pulsa o coração de ansiedade pura.
Cresce dentro de si o desejo da subida, de ascensão,
um desatino que o empurra em busca da identidade. 
É a redenção da crisálida que da poeira do chão
encara a face obscura do desconhecido,
suplicando por sua memória que lhe fora subtraída outrora...
Prevendo a sonhada liberdade, se arrepia.
É um momento de rara beleza! 
O mundo inteiro estremece!...
Num ato de coragem, a irisada borboleta alça seu vôo, 
sai do casulo terrestre indo adejar adiante noutros sítios,
terras iluminadas por outros sóis, numa tardia viagem.
Livre das algemas, despe-se também dos dogmas, 
voeja a céu aberto para longe do cativeiro.
Não precisa de bagagem nem de mapa, 
pois conhece a direção natural fornecida pelos arrebóis, 
nas manhãs da nova consciência.
As máquinas da providência lhe darão o maná, 
quando necessário, em esquemas já definidos.
 








Sente-se serena, sem medos ou vaidade, a sua alma feminina.
Curte tranquila esse despertar e se extasia diante da nova cena.
Reconhece-se como sendo um rebento da terra prometida, 
no desvão sideral que a sua própria imaginação ousou criar.
Tem agora diante de si outra luz e o mapa da caminhada, 
Sua alma se contagia: desta vez sente que vai valer a pena! 

Um programa então se instala. 
Seus neurônios decifram a rotina
A verdadeira humanidade ganhou mais uma aliada!
Autor: Expedito Gonçalves Dias
0015-Canaã-(Escrito em 06-04-92, em Lambari-MG)

Nenhum comentário:

Formulário de Contato - Expresse sua opinião. Retornarei!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja as Postagens Populares do blog

Aguardo você por lá!...

Informação Importante

Este blog - O Blog de Poesias do Profex - anexa ou linka textos da internet preocupando-se em dar o devido crédito a eles e sua origem. As imagens, na sua maioria são do banco de dados do Google, conforme indico junto às postagens. Quem se sentir lesado por uma exibição indevida, por favor entre em contato para que eu possa atribuir os respectivos créditos; ou ainda, se for o caso, retirar das páginas a postagem ou imagem em questão.

Espero portanto que se um leitor tiver a pretensão de usar uma matéria (ou parte dela), um poema (ou um excerto dele), faça da mesma forma, dando o devido crédito junto à elas, sob pena de se fazer valer a Lei de Direitos Autorais.


E-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com
Some images used on the BLOG DO PROFEX are taken from the web via Google Images, if by chance you find any here who is registered and of his own, let me know that I will be happy to credit! Thank you!

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...