Poesias, Varginha-Terra do ET, BRICS, Dicas, Frases e Reflexões...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Trocando em Miúdos - Liberdade, o que é isso?

 Hoje tenho pouco tempo livre. Mas quero falar sobre o significado da data que o calendário nos aponta: Dia de Tiradentes...
'Libertas quae sera tamen': o dístico ainda está lá e tremula na bandeira de Minas embalada pela brisa das montanhas. O dia de hoje nos faz refletir sobre o verdadeiro significado de liberdade como um todo. Não a liberdade proclamada por Tiradentes e seus seguidores que lutavam contra a dominação de D.Maria I, num episódio histórico que vale a pena ser revisto, para se ver os interesses em jogo, na época. E a história de Minas é recheada de detalhes e paixões que sugerem grandes debates...
Apesar disso tudo, vamos nos esquecendo de Tiradentes. O feriado nacional não tem a mesma significância de muitos anos atrás, o tempo vai embotando suas cores...
A liberdade a qual quero me referir vai um pouco além e está na órbita dos conceitos  suscitados por Sartre, Shopenhauer, Marx ou por Jesus.
Essa fala essencial ainda não se perdeu no tempo pois vai na origem da alma do homem, acima dos interesses pontuais e pode ser aplicada a qualquer tempo e nos episódios mais corriqueiros da nossa vida. São tão profundos e universais que ultrapassam barreiras do tempo e do espaço.
Como o do exemplo a seguir do post da Rosana Hermann, do Querido Leitor, do R7 que deixo como ilustração desta reflexão de hoje. E com quantos episódios parecidos com esse nos deparamos no dia-a-dia.
E o nosso tempo é o da informação. Vivemos a era da informação e estamos mergulhados nela, como um peixe, e não percebemos as vezes o que está nos sufocando.
Na costura dos seus retalhos é que vamos construir a verdadeira bandeira. É preciso rever os conceitos clássicos de liberdade e observar a nossa busca incessante, o nosso kaisen, o que nos motiva, o que buscamos, na raiz dos significados.
Queremos liberdade sim! No dia a dia ela se chama autonomia, direito à informação, educação, de ir e vir, de se ter um prato pra comer e um teto pra se abrigar.
Mas essa ânsia vai mais além e nem tudo precisa ser dito. Precisamos, no entanto, estar atentos e acompanhar a evolução da sociedade. E medir o grau de liberdade de que dispomos a cada passo. Pois agora neste momento falo dessa liberdade verdadeira. Pensemos sobre isso.
No fundo da alma do homem há, ainda, um grito maior - sufocado-, aguardando para ser proferido. Quem sabe ele ainda venha a ecoar por estas montanhas, daqui até o fim do mundo!
Liberdade ainda que tardia: quem sabe um dia?....
-Profex
Crédito das images: http://pt.wikipedia.org/wiki/Liberdade e http://pt.wikipedia.org/wiki/Tiradentes (Sugestão:Leia também os textos)

Nenhum comentário:

Formulário de Contato - Expresse sua opinião. Retornarei!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja as Postagens Populares do blog

Aguardo você por lá!...

Informação Importante

Este blog - O Blog de Poesias do Profex - anexa ou linka textos da internet preocupando-se em dar o devido crédito a eles e sua origem. As imagens, na sua maioria são do banco de dados do Google, conforme indico junto às postagens. Quem se sentir lesado por uma exibição indevida, por favor entre em contato para que eu possa atribuir os respectivos créditos; ou ainda, se for o caso, retirar das páginas a postagem ou imagem em questão.

Espero portanto que se um leitor tiver a pretensão de usar uma matéria (ou parte dela), um poema (ou um excerto dele), faça da mesma forma, dando o devido crédito junto à elas, sob pena de se fazer valer a Lei de Direitos Autorais.


E-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com
Some images used on the BLOG DO PROFEX are taken from the web via Google Images, if by chance you find any here who is registered and of his own, let me know that I will be happy to credit! Thank you!

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...