Abrir popup
Poesias, Varginha-Terra do ET, BRICS, Dicas, Frases e Reflexões...

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Meus Poemas - Multipostagem

Textos pra postar... tantos...
E faltava tempo! Hoje sobrou um pouquinho só
e aproveitei...
Mas não vai doer nada...
Se gostar de algum, comente!

O que somos
Somos tudo e nada, multidão e solidão.
Somos às vezes certeza absoluta; 
outras, pura inexatidão.
De quando em  vez somos lágrima sufocada; 
...sorriso escancarado, noutra ocasião.
Se somos corpos desalmados, 
por vezes; em outras vezes, 
os revezes nos transformam em coração!

Autor: Expedito G. Dias - Escrito em Varginha, 10 /Fev/2011 às 23 h


Advento de Nara
Com a inspiração de mil musas, vais fundo:       
usas das palavras, ora duras, ora leves, sempre claras. 
De forma natural extrais o tudo do nada, sem moderação!
Crias mundos de candura e ao final percebes, aliviada, que és, tu própria, 
a milésima filha da Criação... 

Autor: Expedito G. Dias - Escrito em Varginha, 13/02/2011 às 17:18 
(comentário feito no blog da Nara Janusz 
http://pluriactiva.blogspot.com/2011/02/advento.html#comments)


 Um certo filme
Se eu soubesse a razão a manhã seria mais clara.
Ontem estacionei meu carro na sua calçada,
havia uma lua rara
e hoje acordei mais relaxado.

Se eu soubesse a razão, os perigos não seriam tantos.
Os amigos podem mentir, mas a verdade chega, 
para nosso espanto, dia sim, dia não, pela boca de estranhos
...tão certo é chegar e partir!

Recolho a minha ira e me entrego ao perdão.
Se o mundo parece frio, meu agasalho é a certeza que recolho nas asas da mentira.
Hoje, acordei relaxado e, nas asas do coração, viajei na memória...
O passado se foi, é certo; e o futuro é apenas uma miragem...
Tomei o sol num copo dágua depois de rezar por você e eu.

A vida é longa, não se foge disso...
Seus amigos são seu escudo e nosso porto seguro espera por nós.
A vida é longa não se foge disso:
Ontem, no clarão da lua, estacionei meu carro na sua calçada.
Hoje acordei relaxado, mas o perigo continua!

Dou então a partida e sigo viagem, taciturno, pelo  acostamento.
Se eu soubesse a razão, num piscar de olhos tudo estaria completo!
Olho o tempo pela janela do carro:
O céu é o mesmo para mim e para você, tão certo é partir ou chegar...
Acendo um cigarro e faço um pedido à minha estrela.
Ah, se eu soubesse a razão...
Num piscar de olhos, tudo estaria completo!

Autor: Expedito G. Dias - Escrito em Campo Belo, 12 /Fev/ 92 às 13 h

Pausa
Revejo minha mortalha,
olho lá fora e comparo:
Remendo aqui uma falha,
um deslize - reparo, esfrego...

Sigo o fio da navalha.
E se agora estou a esmo,
sem compromisso sério,
é porque sempre me entrego.


Já tive critérios, me lembro!
Sou agora desvarios,
risos, rezas, impropérios,
ditados para além da emoção.
............................
Na curva daquele rio
encontrei em mim mesmo,
na beira de um precipício, 
um refém do coração!...

Autor: Expedito G. Dias - Escrito em Varginha, 16 /Fev/2011 às 23 h
(fonte das imagens - Google: recadao.com; filosofia-esoterica.blogspot.com; blig.ig.com.br; aartedaprolixidade.wordpress.com


Popular a partir de 16/02/2011

14 comentários:

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Belo poetar ... belo e harmonioso blog ...pbens amigo ... abçs

jotapeh9907 disse...

Otimo talento
Gostei muito do poema Quem somos!
Virei seu fã e seguidor

Vivian disse...

Olá!Bom dia!!

Lindos teus poemas!!!
Parabéns!!
Gostei de todos!!Belo trabalho!!
Obrigada por sua visita!!
Seja Bem-Vindo!!
Nosso país precisa muito que divulguemos cultura!
Boa semana!

Jackie Freitas disse...

Olá Expedito querido!
Ah! Adorei todos! O primeiro, "O que Somos", me tocou profundamente... Me vi nessas palavras...
Como já te escrevi uma vez: são curtos, mas de uma grandiosidade impressionante!
Parabéns, amigo poeta! Você é o máximo!
Grande beijo,
Jackie

Malu disse...

Palavras tão bem torneadas e, para mim, que te conheço quase que um poouco, cortante, às vezes...
Sempre a dizer, sem meias curvas, sem dobrar de esquinas, sempre em linhas retas, aquilo que te bate no peito - as dúvidas, as incertecezas...

Um beijo, meu Menino.

Maria José disse...

Gosto dos seus poemas. Não é fácil comentar algo que sai do coração das pessoas. Prefiro apreciá-los com a alma. Grande abraço.

Ingrid disse...

sempre bom estar aqui.. e ficar um tempo..
beijos.
tem selinho para ti lá no blog..

Dione Nora disse...

Te indiquei para o selo Stylist: http://aguriadourada.blogspot.com/2011/02/eeeeehhhhhh-viva-o-blog-guria-dourada.html

namorar pela net pode dar certo. disse...

ola, vim agradecer sua visita, será sempre bem vindo. amei seu blog, poesia lindas. parabéns!!!!!!somos realmente tudo e nada multidão e solidão. ja estou seguindo vc. voltarei sempre.bjs
otima noite.

Van disse...

Olá Expedito

Lindos poemas, seu blog é um convite à leitura. Um prazer!

Abraços

Dulce arteonline disse...

"Somos tudo e nada, multidão e solidão.
Somos às vezes certeza absoluta;
outras, pura inexatidão."

Esse blog é inspirador!
Abs

łuc¡คหค disse...

Oi
Obrigada pela visita adorei seu blog.
Bjs

IT disse...

Bom Dia!

Estive na 'sua casa' e apreciei!
Muito obrigada pela cordial visita.
Volte quando quiseres,sinta-se a vontade.Voltarei mais vezes,gostei de seus escritos.Forte Abraço de IT

Inoema escritora disse...

Olá colega das letras, venho agradecer a visita, Expedito teu blog é recheado de harmonia, gostei em especial deste e destaco aqui, as palavras falam por si em sublime poesia.
"Somos tudo e nada, multidão e solidão.Somos às vezes certeza absoluta; outras, pura inexatidão."

Também estou lhe seguindo, um beijo no coração e muita inspiração!

Formulário de Contato - Expresse sua opinião. Retornarei!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja as Postagens Populares do blog

Aguardo você por lá!...

Informação Importante

Este blog - O Blog de Poesias do Profex - anexa ou linka textos da internet preocupando-se em dar o devido crédito a eles e sua origem. As imagens, na sua maioria são do banco de dados do Google, conforme indico junto às postagens. Quem se sentir lesado por uma exibição indevida, por favor entre em contato para que eu possa atribuir os respectivos créditos; ou ainda, se for o caso, retirar das páginas a postagem ou imagem em questão.

Espero portanto que se um leitor tiver a pretensão de usar uma matéria (ou parte dela), um poema (ou um excerto dele), faça da mesma forma, dando o devido crédito junto à elas, sob pena de se fazer valer a Lei de Direitos Autorais.


E-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com
Some images used on the BLOG DO PROFEX are taken from the web via Google Images, if by chance you find any here who is registered and of his own, let me know that I will be happy to credit! Thank you!

.verificar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...