Abrir popup
Poesias, Varginha-Terra do ET, BRICS, Dicas, Frases e Reflexões...

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Meus Poemas - Viro um Pó











Caminhos, 
descaminhos, 
desassossego.
Só vejo percalços, 
desenganos...
Caminho lento, 
cabisbaixo.
Caminho descalço, 
correndo o risco.
Caminho sozinho 
e nada carrego.

Passa o tempo,
fico arisco, 
pesam os anos e, 
com as dores do mundo, 
quase morro em desvarios...
Mas desse abatimento, 
me reanimo.
Sinto urgência, 
apresso o passo,
e nesse compasso, 
procuro desvios... 
Caminhos, 
descaminhos, 
demência,  
Só via percalços, 
desatino.
Meu prazo vencera 
e eu perdi o bonde. 
Mas, saio afinal
desse abatimento,
de alguma maneira
saio do balaio 
e caio no mundo de vez.

Se agora corro, 
não sei para onde 
não existe solução, 
nem destino.
Revejo a lição.
Vou descobrindo 
o que a vida me fez:
caminhos, 
descaminhos, 
solidão.  
Antes eu só via 
agonia e percalços,
E agora tempo urge,
a consciência arde.
Ja tenho argumentos
pruma decisão! 
E ela surge no raiar do dia: 
"Afugento o medo 
e num resfolego 
viro um pó no caminho!"

Feito um menino, 
escorrego,
o coração acelero.
e tropelo o vento! 

Mas tudo em vão,
já é tarde,
piso em falso...
e não chego!

Autor: Expedito Gonçalves Dias (Profex)
Escrito em Campo Belo-MG, 12-06-92,  às 22h


Em tempo:


Depois de 16 meses fazendo este blog, fiz amizades, máscaras caíram e aprendi muitas lições. E a principal delas é compartilhar as alegrias com os amigos.
Ontem recebi um aviso do Google Adsense Support informando-me que estava sendo enviado para minha residência o meu primeiro PIN. 
Eu nunca o havia reclamado. E entrava de vez em quando no painel do Adsense e fazia um relatório de três em três meses, para acompanhar. Imprimia e deixava lá, mas sem grandes expectativas. 
Na verdade a minha preocupação com este blog sempre fora a de manter a interação com a blogosfera, participar do mundo virtual e fornecer um bom conteúdo para nossos leitores.
Justamente por isso, é uma vitória! Uma alegria que divido com meus amigos blogueiros que também fazem o seu serviço de formiguinha, enquanto realizam essa tarefa nobre que é blogar.


Um grande Abraço a todos!

11 comentários:

Ma Ferreira disse...

Ah..poetas... vcs fizeram um combinado: tocar nosso coração pela dor de suas poesias.
Muito bem escrita, mas dolorida.

Mas amanhã será um novo dia..e com certeza germinarão rosas e lirios..

bj !

Ma Ferreira

Luisa L. disse...

É o nosso caminhar, sempre incerto.
É a vida que corre e nós, apenas imaginamos que controlamos a sua velocidade.

Grande abraço!

Lucia disse...

Boa tarde amigo. Que tempo é esse, que passa e nos atropela. O tempo não me assusta, o que me assusta mesmo são as pessoas que atravessam esse tempo, do mais é viver e ensinar vivência, sejam doces e amargas. Excelente quarta-feira a vc.

manoel disse...

O tempo não dá tempo para que a gente tenha tempo de pensar no tempo que perdemos correndo contra o tempo e olhando lá atrás vemos quanto tempo perdemos quando ainda tínhamos tempo.

Felicito-lhe pelas poesias e pelo Adsense

Sissym disse...

É estranho, mas até crianças reclamam do tempo que não nos dá mais tempo. Do pó viemos, para ele voltaremos, até lá, que possamos construir pontes, de paz, uniao, amizade.

Bjs

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Parabéns,
e principalmente pela seu blog que independente de receber ou não é muito bacana, e feito com muito esmero.
Grande abraço.

Samanta disse...

Olá Profex !!!

Lindo poema, mesmo com data anterior, é um texto atemporal porque descreve um caminho de desafios, dúvidas, mas também de superação e intensidade.
Adorei ! Lindo !!

E aproveito para parabenizá-lo pelo retorno que está recebendo, isso só é mais uma prova de que seu espaço é verdadeiro, relevante e apreciado !!

Um abração !

Luiza Assunção disse...

Adorei, Profex! Você é um excelente poeta e tem um blog maravilhoso, por isso te admiro tanto!
bjs

Lu Nogfer disse...

Seu blog é lindo acima de tudo!E o que importa é fazer poesia!

Beijos!

Graça disse...

Adorei o poema... apesar do final ser um pouco triste :).

Bom fim de semana, querido Expedito.

Beijo meu.

Jackie Freitas disse...

Olá querido Expedito!
O tempo, amigo...tentamos acompanhá-lo e muitas vezes nos vezes inertes, sem ação ou movimento para alcançá-lo. Mas, mesmo que com passos acelerados, lerdos ou incertos, podemos sentí-lo e aí é que entra o nosso discernimento sobre o que fazer com o tempo que temos pela frente...
Lindo poema, como sempre!
Parabéns pelo PIN! Muito bom saber que, mesmo com passos de formiga, chegamos em algum lugar...e, para mim, o importante é termos em mente isso: onde e como queremos chegar!
Grande beijo,
Jackie

Formulário de Contato - Expresse sua opinião. Retornarei!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja as Postagens Populares do blog

Aguardo você por lá!...

Informação Importante

Este blog - O Blog de Poesias do Profex - anexa ou linka textos da internet preocupando-se em dar o devido crédito a eles e sua origem. As imagens, na sua maioria são do banco de dados do Google, conforme indico junto às postagens. Quem se sentir lesado por uma exibição indevida, por favor entre em contato para que eu possa atribuir os respectivos créditos; ou ainda, se for o caso, retirar das páginas a postagem ou imagem em questão.

Espero portanto que se um leitor tiver a pretensão de usar uma matéria (ou parte dela), um poema (ou um excerto dele), faça da mesma forma, dando o devido crédito junto à elas, sob pena de se fazer valer a Lei de Direitos Autorais.


E-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com
Some images used on the BLOG DO PROFEX are taken from the web via Google Images, if by chance you find any here who is registered and of his own, let me know that I will be happy to credit! Thank you!

.verificar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...